Skip to content

NATO quer que a Rússia regresse ao teatro de guerra no Afeganistão

27/10/2010

Foto daqui (ver link)

http://www.publico.pt

O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, manifestou a expectativa de conseguir firmar uma maior e mais próxima colaboração com Moscovo, incluindo uma participação activa das forças militares russas na guerra do Afeganistão – o que constituiria para a Rússia um regresso a um difícil teatro de guerra, pela primeira vez, desde que o Exército Vermelho foi obrigado em 1989 a retirar pelos guerrilheiros mujahedin, então apoiados pelos Estados Unidos.

Em entrevista ao diário “Financial Times”, hoje publicada, Rasmussen sublinhou que a participação do Presidente russo, Dmitri Medvedev, na cimeira anual da NATO – em Lisboa, a 19 e 20 de Novembro –, para a qual foi convidado, irá “representar um novo começo” nas relações entre a Organização do Atlântico Norte e Moscovo. “Vai ser o evento mais importante de cooperação desde a cimeira de Roma de 2002 em que criámos o conselho NATO-Rússia.”

A colaboração no Afeganistão foi claramente posta no topo da agenda por Rasmussen. Aliás, nestes dias de recta final para a cimeira de Lisboa, vários responsáveis da NATO têm referido que os Estados Unidos e a Rússia estão a negociar um pacote de propostas em que se inclui o fornecimento por Moscovo de mais de 20 helicópteros às forças militares afegãs e respectivas equipas destinadas a treinar pilotos afegãos.

Fontes da NATO ouvidas pelo britânico “The Guardian” explicaram que os helicópteros russos se adaptam melhor às condições de terreno no Afeganistão do que os que são feitos no Ocidente, além de que as forças russas ganharam um elevadíssimo grau de experiência em voar no Afeganistão durante a ocupação soviética do país entre 1979 e 1989.

Na mesa estão também uma mais intensa participação da Rússia nas operações contra o tráfico de drogas e de segurança nas fronteiras, sublinha ainda Rasmussen, além de uma maior colaboração de Moscovo em disponibilizar à NATO rotas de deslocação de abastecimentos para o Afeganistão – agora já incluindo armamento, algo a que o Kremlin antes se negou.

(http://pt.indymedia.org/conteudo/newswire/2550)

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: