Skip to content

Blindados «para intervenção diária» «em 300 zonas urbanas sensíveis»

01/10/2010

Comandante da PSP quer blindados para intervenção diária

O comandante da Unidade Especial de Polícia diz que os blindados que a PSP quer não são só para a cimeira da NATO, mas para intervir em “300 zonas urbanas sensíveis”.
Artigo | 30 Setembro, 2010 – 15:13
Blindados anti-minas, Cougar HE, usados na guerra do Iraque – Foto wikipedia

Blindados anti-minas, Cougar HE, usados na guerra do Iraque – Foto wikipedia

O intendente Magina da Silva, comandante da Unidade Especial de Polícia (UEP), deu nesta quarta feira uma conferência de imprensa para justificar o gasto de cinco milhões de euros em blindados e material anti-motim para a PSP.

Diz o intendente que a realização da cimeira da NATO em Lisboa a 19 e 20 de Novembro de 2010 tem muitos riscos e exemplifica com os acontecimentos nas cimeiras do G20, realçando que na “cimeira do G20 em Toronto, a operação de segurança custou 800 milhões de euros”.

Mas, o intendente pretende justificar os gastos com este material, num momento em que os trabalhadores portugueses sofrem cortes graves nos seus rendimentos, com as “necessidades, quase diárias, de intervenção nesses bairros”, pressupostamente de risco e que afinal são o que ele chama de “300 zonas urbanas sensíveis”…

Segundo o jornal “Diário de Notícias”, Magina da Silva disse:

“A sua utilização não se esgota, como é óbvio, na Cimeira da NATO. É sabido que a PSP tem competência sobre mais de 300 zonas urbanas sensíveis e, apesar de ser um facto que a criminalidade violenta e grave desceu 11%, também é verdade que a PSP tem de entrar nessas zonas em situações de alteração de ordem pública graves, envolvendo armas de fogo.”

O comandante da UEP diz ainda que a PSP precisa de “veículos de transporte de pessoal com protecção balística”, blindados como o da foto de acordo com o DN, porque “a PSP é a única força de segurança urbana europeia que não possui este tipo de veículos”.

Quanto à existência de blindados semelhantes na GNR por utilizar, denunciada pelas associações da guarda (ler notícia no esquerda.net), Magina da Silva diz que que não servem porque “foram adquiridos para um cenário de guerra”. Porém, os blindados que segundo o DN a PSP pretende adquirir (como o da foto) foram exactamente usados no Iraque.

Nesta quarta feira, o Bloco interpelou o Governo através do ministério da Administração Interna, questionando: “Porque é que o Governo vai adquirir novos veículos blindados, quando existem veículos com as mesmas características na GNR? Qual a justificação para esta despesa de vários milhões de euros?” (aceda ao texto integral da pergunta)

Termos relacionados:

http://www.esquerda.net/artigo/comandante-da-psp-quer-blindados-para-interven%C3%A7%C3%A3o-di%C3%A1ria
Advertisements
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: