Skip to content

Comandos podem substituir tropas holandesas (no Afeganistão)

25/02/2010

Enquanto os holandeses saem, o ministro Santos Silva abre a porta a um reforço de tropas portuguesas, à custa de uma população a braços com desemprego, deficit e congelamentos salariais. Santos Silva, um dos portugueses presentes no Bilderberg presta assim vassalagem aos EUA.

Diário de Notícias 24/2/2010 Manuel Carlos Freire

Defesa. Processo de consultas internas da NATO fará com que Portugal seja um dos países convidados a substituir o contingente militar da Holanda que regressa a casa em Agosto

Portugal será um dos países, com tropas no Afeganistão, a quem a NATO convidará para substituir o contingente holandês de quase dois mil militares que deixa o Sul daquele país asiático em Agosto.

Esse processo, que é “automático” dentro da NATO – a exemplo do que sucedeu em 1999, quando Portugal deixou o Kosovo – em situações similares, foi abordado ontem pelo ministro Augusto Santos Silva na reunião conjunta das comissões parlamentares de Defesa e Orçamento e Finanças para analisar o orçamento do sector para este ano.

“Claro que a saída da Holanda, em Agosto, colocará questões de natureza operacional” aos outros países da NATO presentes no Afeganistão, reconheceu Santos Silva, depois de questionado pelo deputado João Rebelo (CDS), face aos riscos adicionais que a nova missão acarreta – em função da área (Uruzgan) e porque o contingente holandês é dos poucos que, a exemplo do português, não tem limitações de emprego operacional.

“Não devemos antecipar nada”, adiantou Santos Silva, explicando que competirá ao chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas reportar “qualquer reavaliação do emprego operacional português” no Afeganistão, seguindo-se um processo de consultas com o Parlamento e o Presidente da República para se aceitar uma nova missão no quadro da ISAF (força da NATO que opera naquele país).

A missão aceite por Portugal deverá iniciar-se formalmente no início de Abril e consiste numa companhia de Comandos, apoiada por uma equipa de controladores aéreos, que vai actuar como força de reacção rápida da ISAF na região de Cabul.

Isso implica um aumento, de 10 milhões para 25 milhões de euros, nas verbas do orçamento da Defesa para 2010 destinadas às Forças Nacionais Destacadas – que totalizam 75 milhões de euros para o conjunto das missões militares portuguesas no estrangeiro.

Globalmente, Santos Silva enfatizou que o acréscimo do orçamento da Defesa em 1,5% do produto interno bruto (e 4,1% das despesas do Estado) “é necessário, coerente, significativo e contido” – ou “exíguo”, como o qualificou João Rebelo – para permitir às Forças Armadas cumprir as missões sem desperdiçar “um euro”. Em termos políticos, reflecte “quatro prioridades”: modernização militar, apoio aos ex-combatentes e reforço da acção social complementar, a estratégia do mar e a cooperação técnico-militar, explicou o governante.

Luís Campos Ferreira (PSD) deu “nota positiva” à proposta orçamental de Santos Silva, mas apontou-lhe fraquezas, como a do aumento na cativação de verbas da Lei de Programação Militar (de 35% para 40%).

Tanto Fernando Rosas (BE) como António Filipe (PCP) criticaram um orçamento que cresce num período em que serão pedidos grandes sacrifícios aos cidadãos e prossegue a aposta nas missões no estrangeiro – nomeadamente no Afeganistão.

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. caracol permalink
    25/02/2010 20:50

    Que vergonha… o pequeno lacaio, sempre mais papista que o papa…

  2. 26/02/2010 18:19

    Para haver paz, não há outra solução senão varrer a escumalha capitalista… pois, enquanto esta for poder, vai continuar a fazer negócio com a morte e vai continuar a fazer pagar os POBRES, pela guerra DELES!

    MB

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: