Skip to content

«Escolas debaixo de fogo» – erro, pontaria ou mera estatística?

25/02/2010

ESCOLAS DEBAIXO DE FOGO

«O número de ataques a escolas no Afeganistão, quase triplicou entre 2007 e 2008, de 246 para 670, revela um relatório da ONU, divulgado no final da semana passada, onde se regista a tendência de subida dos atentados ou actos de violência contra professores, estudantes e estabelecimentos de ensino, em vários países do mundo.
Alguns exemplos:

356 escolas – ou 60% da rede de ensino – foram destruídas numa única batalha entre os talibãs e o exército de Islamabad, na região de Swat, no Paquistão, em Junho de 2009

154 foram destruídas na Tailândia, em 2008, pelos separatistas islâmicos do Sul, um número que quase quadruplica os ataques, 43, verificados em 2006

250 foram arruinadas, nos meses mais recentes, só em Chhattisgarh, na Índia, pelos rebeldes maoístas

302 ficaram inutilizadas pelos ataques israelitas na Faixa de Gaza em 2008-9

(in Tendências, Visão nº 885, 18 a 24/Fev/2010, pp 75)

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: