Skip to content

Prossegue a missão civilizadora – Aviação da NATO abate 33 civis no Sul do Afeganistão

22/02/2010

Prossegue a missão civilizadora da NATO. Espera-se que termine quando os afegãos se dividam em dois grupos: os mortos e os refugiados no exterior.

Agora foram 33 civis mortos em Uruzgan, a província controlada pelos holandeses que vão retirar em Agosto, como aprovado pelo seu parlamento. Entretanto a coligação governamental caiu precisamente porque havia quem quisesse reforçar a presença holandesa no Afeganistão, a pedido da suserania norte-americana

No dia 6, 7 crianças que colhiam lenha perto da fronteira com o Paquistão forma mortos pela polícia afegã.

Em Marjah, a ofensiva da NATO  já provocou 12 mortos civis, apesar de muita gente ter abandonado as suas casas a conselho dos militares; quanto aos resistentes afegãos, parece não haver um número suficiente para cobrir de glória os 15000 soldados da NATO e afegãos, apoiados por um pesado dispositivo de guerra, todos pagos pela população dos países da NATO, já a braços com a recessão e os deficits

Este ano já morreram no Afeganistão 93 soldados da NATO. Em breve haverá mais.

– – – – – –

O último erro militar da ISAF é “injustificável”. É esta a posição assumida pelo Governo afegão, que, em comunicado, denuncia as mortes de mais de três dezenas de civis sobre a linha de fronteira entre as províncias meridionais de Uruzgan e Dai Kondi.   Baixas civis em ataques da NATO

Julho de 2008: uma ofensiva em Nangarhar mata meia centena de civis que participavam numa festa de casamento.
Agosto de 2008: pelo menos 90 civis morrem na província de Herat, segundo um balanço das Nações Unidas.
Maio de 2009: uma vaga de ataques da Aliança Atlântica na província de Farah provoca as mortes de pelo menos 26 civis.
Setembro de 2009: perto de 140 civis morrem durante um bombardeamento em Kunduz.O bombardeamento aéreo foi desencadeado no domingo à margem da Operação Mushtarak, que tem por objectivo eliminar os bastiões da guerrilha taliban na província vizinha de Helmand. A aviação da Aliança Atlântica pensava ter atingido uma coluna de rebeldes islamistas. Mais tarde, forças terrestres testemunharam um cenário diferente.

“Relatos iniciais indicam que a NATO disparou, no domingo, contra uma coluna de três veículos, matando pelo menos 33 civis, entre os quais quatro mulheres e uma criança, e ferindo outros 12”, afiança um comunicado difundido pelas autoridades de Cabul.

É na província de Uruzgan que se situa o quartel-general do contingente da Holanda destacado para o Afeganistão. Desentendimentos no seio da coligação no poder, a propósito do alargamento da missão afegã para lá de Agosto deste ano, levaram ao colapso do Governo holandês durante o fim-de-semana.

RTP  22/2/2010

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: