Skip to content

“Vive-se nos Açores um péssimo ambiente laboral”

03/02/2010

CGTP processa EUA, por desrespeito de acordo laboral da Base das Lages

“Vive-se nos Açores um péssimo ambiente laboral”

Segundo o dirigente sindical Vítor Silva, o primeiro mês de 2010 “não trouxe nada de bom” com a situação social e económica dos trabalhadores a agravar-se com o aumento dos problemas salariais em cada vez mais empresas e com o aumento do desemprego resultante do fim dos contratos de trabalho, do encerramento de empresas, dos despedimentos e das rescisões por justa causa dos contratos por parte dos trabalhadores. “Infelizmente há cada vez mais famílias com dois desempregados, criando-se situações de precariedade alimentar. Algumas têm grande dificuldade em recorrer aos apoios da segurança social.
Sempre viveram do seu trabalho e têm vergonha de pedir apoio. Cerca de 20 por cento dos desempregados açorianos não recebem subsídio”, disse.
O sindicalista afirma também estar preocupado com o “péssimo ambiente laboral” existente nos Açores, com algumas entidades patronais “a exercer pressões diárias sobre os trabalhadores, sobre os delegados e dirigentes sindicais e a deixar ao abandono os trabalhadores.

[…]

 “É vergonhoso que algumas empresas nem a segurança social paguem aos seus trabalhadores, deixando estes em maus lençóis em caso de doença do próprio ou dos seus familiares”,acrescenta Vítor Silva.

Novo processo contra os Estados Unidos

A CGTP/Intersindical apresentou no Tribunal de Angra do Heroísmo, ilha Terceira, uma queixa contra os Estados Unidos tendo em vista a “reposição da legalidade” na fixação dos salários dos trabalhadores portugueses da Base das Lajes.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores de Alimentação, Comércio, Escritórios e Serviços dos Açores está em causa o alegado incumprimento pelas forças norte-americanas instaladas na Base do acordo laboral assinado entre Portugal e os EUA. Para Vítor Silva, não foi respeitado o dispositivo que determina que o aumento anual do vencimento dos 840 trabalhadores portugueses ao serviço na Base deve ser feito de acordo com os dados apurados num inquérito sobre o crescimento dos vencimentos na Terceira.

PNL pedro nunes lagarto
Fonte: Açoriano Oriental, 3 de Fevereiro de 2010

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: