Skip to content

Desarmamento imediato! Apelo de Mobilização Para a Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação Nuclear de 2010

17/12/2009

Grupo de Planeamento Internacional – pela abolição do nuclear, pela paz e pela justiça

No momento actual o nosso mundo enfrenta uma crise em escala sem precedentes – aquecimento global, pobreza, Guerra, fome e doença. Eles ameaçam o próprio futuro da vida, tal como sabemos, trazendo morte diariamente, dor e sofrimento à maioria das pessoas no nosso planeta. Porém, estes problemas são quase exclusivamente resultantes de acções humanas e de mesma forma, poderia ser resolvidos pela acção humana. Temos uma oportunidade única de criar uma vontade política para administrar os bens e a riqueza natural do nosso mundo de tal maneira que satisfaçam as necessidades de todos nós e permitindo que vivamos juntos e com justiça.

Este é o desejo da imensa maioria dos povos, embora enfrentemos hoje uma situação em que a despesa global militar – dinheiro para matar – atingiu o total de 1,26 triliões de dólares em 2008. Além disso, nove países mantêm arsenais de armas nucleares.

Além disso nove países mantêm arsenais de armas nucleares – tudo somado – acima de 23 000 ogivas nucleares. Estas armas com capacidade de destruição única não apenas são capazes de destruir várias vezes a vida no nosso planeta, como são usadas enquanto armas de terror político reforçando uma injustificável desigualdade global. Se estas armas forem erradicadas, não apenas acabará a ameaça de aniquilação e a sua hierarquia de terror, mas irá desbloquear enormes recursos para fazer face às mudanças climáticas e a pobreza total, irá igualmente tomar a dianteira no caminho global pela desmilitarização tornando possíveis as aspirações da humanidade noutras áreas.

 

 

Apesar das obrigações, dos tratados e resolução internacionais ao longo de décadas desde os bombardeamentos criminosos do Japão pelos Estados Unidos em 1945, os estados nucleares falharam na sua promessa de abandonar tais armas. A contínua posse destas armas, assim como a modernização dos sistemas e crescente recurso a políticas agressivas nos anos mais recentes, contribuíram para uma tendência para a sua proliferação e para maior probabilidade de guerra nuclear.

 

O Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TPN) exige tanto a não-proliferação como um desarmamento e tem de estar apoiado e fortalecido – porém carece de do processo concreto para assegurar estes objectives essenciais. Além disso, existem vários problemas relacionados com o seu Artigo IV. Este assegura o direito a desenvolver energia nuclear pacífica mas não tem em conta as inextricáveis relações entre as centrais a energia nuclear e seus custos em termos de saúde e ambientais. A recém-criada Agência Internacional de Energias Renováveis (AIER) fornece uma oportunidade para desinstalar a energia nuclear, sobrepondo-se à garantia do Artigo IV.  Dito isto, é de notar que o NPT continua a fornecer a base para avançar com uma iniciativa essencial – um calendário para a eliminação dos armamentos nucleares tão urgentemente procurado pela maioria global.

 

A Conferência de Revisão do TNP em Maio de 2010 representa uma oportunidade demasiado preciosa para ser desperdiçada. Após a espiral agressiva da era Bush, a presidência de Obama fornece um novo contexto para a nossa campanha. O compromisso do Presidente Obama – em paralelo com o do Presidente Medvedev da Rússia – por uma abolição global das armas nucleares é muito bem-vinda, e os primeiros passos em direcção a reduções bilaterais e apoio a tratados restringindo as armas nucleares é positive. Porém, o objectivo da abolição global, não pode ser adiado para um futuro infinito, pois apenas um processo calendarizado, definido e realizável poderá pôr um travão á proliferação que nos ameaça a todos.

 

Com esta finalidade, a de garantir um futuro para a humanidade e para o nosso planeta, para ajudar a criar as condições para uma paz mundial, com justice e genuine segurança da humanidade, apelamos a que a Conferência de 2010 de Revisão do TPN tome um compromisso sem ambiguidades para iniciar negociações para uma eliminação faseada e calendarizada com vista à eliminação de todas as armas nucleares – uma Convenção das  Armas Nucleares.

 

Um passo destes não ocorrerá sem o encorajamento activo da sociedade civil, dando voz ao grito da maioria global por um mundo livre do risco de aniquilação. Apelamos a que quantos partilham esta visão, se juntem a nós, para a conferência de paz em Nova Iorque, no dia 1º de Maio e para o Dia Internacional de Acção por um Mundo Livre de Nuclear, em Nova Iorque, no dia 2 de Maio, assim como para a apresentação das assinaturas da petição dirigida às Nações Unidas.

 

Enviar subscrições a: npt@ialana.de e JGerson@afsc.org

 

 

Organizações Internacionais em 14 de Dezembro de 2009

 

Organizações Internacionais

 
  • Abolition 2000 Global Council
  • European Feminist Initiativ
  • Food Not Bombs
  • Global Family
  • Global Network Against Weapons & Nuclear Power in Space
  • International Association of Lawyers Against Nuclear Arms, Europe
  • International Association of Peace Messenger Cities
  • International Network of Engineers and Scientists for Global Responsibility
  • International Peace Bureau
  • Mayors for Peace
  • Partnership for Global Juistice
  • Pax Christi International
  • War Resisters League
  • Women’s International League for Peace and Freedom

Organizações Nacionais

 

  • Abolition 2000, Belgium
  • Abolition of Nuclear Energy, Germany
  • Aboltion of Nuclear Weapon/Stop essais, France
  • Action des Citoyens pour le Désarmement Nucléaire, France
  • Afghanistan Socialist Association (ASA), Afghanistan
  • Aktionsgemeinschaft Dienst für den Frieden, Germany
  • American Friends Service Committee, USA
  • Artsen voor Vrede, Belgium
  • Association of World Citizens, USA
  • Berkeley Fellowship Unitarian Universalists Social Justice Committee, USA
  • Boundary Peace Initiative, Canada
  • Bundesausschuss Friedensratschlag / Federal Committee Peace Counsel, Germany
  • Cambridge United for Justice with Peace, USA
  • Campaign for Nuclear Disarmament, GB
  • Canadian Voice of Women for Peace, Canada
  • Center for Encounters and Active Non-Violence, Austria
  • Citizens’ Nuclear Information Center
  • Citizens’ Nuclear Information Center, Japan
  • Coalition for Peace Action & Peace Action Education Fund, USA
  • CODEPINK Women for Peace, USA
  • Committee for Communal Amity, India
  • Deutsche Friedensgesellschaft – Vereinigte KriegsdienstgegnerInnen, Germany
  • Disarmament & Security Centre, New Zealand
  • DRUM- Desis Rising Up & Moving, USA
  • Emil Touma Institute for Palestinian and Israeli Studies, Israel
  • Fellowship of Reconciliation, USA
  • Frauen für Frieden, Germany
  • Friends Committee on National Legislation, USA
  • Gensuikyo, Japan
  • German Peace Council, Germany
  • Global Peace and Justice Coalition of Turkey, Turkey
  • Grandmothers Against the War, USA
  • Granny Peace Brigade, USA
  • Grassroots Global Justice Alliance, USA
  • Green Party of the U.S., USA
  • Ground Zero Center for Nonviolent Action, USA
  • Hiroshima/Nagasaki Peace Committee of the Peoria Capital Area, USA
  • Hiroshima-Nagasaki Commemoration Committee, USA
  • Informationsstelle für Friedensarbeit – Information Bureau for Peace Work, Germany
  • Initiativkreis gegen die Atomwaffen, Germany
  • International Lawyers Against Nuclear Arms, German Section
  • International Physicians for the Prevention of Nuclear War, German Section
  • International Physicians for the Prevention of Nuclear War, USA
  • Internationaler Versohnungsbund – Dt. Sektion, Germany
  • IPPNW Germany
  • Japan Confederation of A- and H-bombs Sufferers’ Organizations (Nihon Hidankyo), Japan
  • Japan Council of Religionists for Peace, Japan
  • Japan Federation of Democratic Medical Institutions (Min-iren), Japan
  • Jonah House, USA
  • Komitee für Grundrechte und Demokratie, Germany
  • Kooperation für den Frieden, Germany
  • Latin American Circle for International Studies, Mexico
  • Lawyers Committee on Nuclear Policy, USA
  • LI Alliance for Peaceful Alternatives, USA
  • Links Ecologisch Forum, Belgium
  • Los Alamos Study Group, USA
  • Maison de Vigilance, France
  • Malcolm X Center for Self-Determination, USA
  • Maryland United for peace and Justice, Inc., USA
  • MIR – IRG / IFOR – WRI Belgium
  • Mouvement de la Paix, France
  • N.J. Hiroshima/Nagasaki Remembrance Committee, USA
  • Nashville Peace Coalition, USA
  • National War Tax Resistance Coordinating Committee, USA
  • Naturwissenschaftlerinitiative Verantwortung für Frieden und Zukunftsfähigkeit, Germany
  • New Japan Women’s Association (Shin-fujin), Japan
  • New York Metro Progressives, USA
  • No Nukes No War CT, USA
  • North Suburban Peace Initiative, USA
  • Nuclear Age Peace Foundation, USA
  • Nuclear Information and Resource Service, USA
  • Nuclear Resister, USA
  • Ohne Rüstung Leben, ökumenische Aktion für Frieden und Gerechtigkeit, Germany
  • Parti communiste français, France
  • Pax Christi Metro DC and Baltimore, USA
  • Pax Christi Metro New York, USA
  • Pax Christi USA
  • Peace & Neutrality Alliance, Ireland
  • Peace Action, USA
  • Peace Committee of Georgia, Georgia
  • Peace Garden Project, USA
  • Peace Union of Finland, Finland
  • Peace Women Partners Asia-Pacific, Philippines
  • PeaceMajority Report, USA
  • PEACEWORKERS, USA
  • People for Nuclear Disarmament Nuclear Flashpoints Project, Australia
  • People’s Movement Against Nuclear Energy, India
  • People’s Solidarity for Participatory Democracy, Republic of Korea
  • Pro Peaceful Energy Use, Netherlands
  • Progressive Democrats of America, USA
  • Progressive Democrats of NY, CD14, USA
  • Proposition One Committee, USA
  • Quakers international, French Section
  • Réseau Sortir du Nucléaire, France
  • Science for Peace, Canada
  • September 11th Families for Peaceful Tomorrows, USA
  • Sisters of St. Joseph-Baden, USA
  • Solidarity for Peace and Reunification of Korea, South Korea
  • Spanish Society Society for International Human Rights Law
  • STOP the War Coalition, Philippine Section
  • Stop uranium weapons, Belgium
  • Sussex Peace Alliance, GB
  • Swedish Nurses Against Nuclear Weapons, Sweden
  • Swedish Peace Committe, Sweden
  • Swedish Peace Council, Sweden
  • Swedish Physicians against Nuclear Weapons, Sweden
  • Technology for Life, Finland
  • The Buddhist monks of the Nipponzan Myohoji Dojo of Bainbridge Island, USA
  • The Coalition for a ME Free of Nuclear Weapons, Israel
  • The Colorado Coalition, USA
  • The Hiroshima/Nagasaki Remembrance Committee, USA
  • The Institute for Law Accountablity and Peace, UK
  • The Simons Foundation, Canada
  • Trident Information Network, USA
  • U.S. Citizens for Peace & Justice – Rome, Italy
  • U.S. Peace Council, USA
  • United for Peace and Justice, USA
  • VREDE vzw, Belgium
  • Vredesactie – Bomspotting, Belgium
  • Vredeshuis Aalst, Belgium
  • WAR & PEACE Foundation, USA
  • We are wide awake, USA
  • West Midlands Campaign for Nuclear Disarmament, UK
  • Western States Legal Foundation, USA
  • Wisconsin Network for Peace and Justice, USA
  • Women for Peace, Finland
  • World Court Project, UK Section
  • Wuerselener Initiative fuer den Frieden, Germany
  • ZENROREN, National Confederation of Trade Unions, Japan

 

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: