Skip to content

Concentração contra a guerra no Afeganistão reúne 5 mil em Londres

25/10/2009

Londres, 24 out (EFE).- Cerca de cinco mil pessoas, incluindo parentes de soldados, se concentraram hoje nas ruas do centro de Londres para pedir o fim da guerra no Afeganistão, segundo os cálculos da Scotland Yard.

A chamada “Coligação para Parar a Guerra”, organizadora do acto, afirmou que se trata da primeira marcha convocada especificamente contra o conflito afegão desde seu início, em 2001.

O centro das atenções na manifestação foi o cabo do Exército britânico Joe Glenton, que em novembro irá a julgamento em um tribunal militar por se recusar a retornar ao Afeganistão, onde já morreram 222 soldados do Reino Unido desde o início da guerra.

“Estou hoje aqui para protestar com vocês porque acho que foram cometidos grandes erros no Afeganistão”, disse Glenton perante a multidão, que marchou do Hyde Park até a Praça Trafalgar.

O cabo, que participou da manifestação desobedecendo as ordens de seus superiores, ressaltou sua resistência em lutar em uma guerra que, para ele, não é “legal” nem “justificável”.

Entre os manifestantes que discursaram também se destacaram o deputado antibelicista George Galloway, o romancista, historiador e ativista político Tariq Ali, e Peter Brierley, cujo filho, Shaun Brierley, morreu na Guerra do Iraque.

Brierley ganhou fama no mês passado por repreender o ex-primeiro ministro Tony Blair, que levou os britânicos às guerras do Iraque e do Afeganistão, após uma missa em Londres em memória dos soldados do Reino Unido mortos no Iraque.

O pai do soldado negou-se a cumprimentar Blair e afirmou: “O senhor tem o sangue do meu filho em suas mãos”.

A manifestação acontece no momento em que uma pesquisa de opinião feita pelo “Channel 4” aponta que 62% dos britânicos querem a retirada das tropas do Afeganistão.

No último dia 14, o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, anunciou um plano para aumentar de 9 mil para 9.500 o número de militares britânicos no Afeganistão. EFE

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Manuel Baptista permalink
    25/10/2009 9:29

    Afeganistão: NATO investiga morte de 4 civis mortos pelos seus soldados
    25 de Outubro de 2009, 06:55

    Cabul, 25 Out (Lusa) – A NATO anunciou num comunicado ter aberto um inquérito sobre a morte de quatro civis mortos sábado pelos seus soldados no Sul do Afeganistão.

    Sábado, o governador da província de Kandahar “condenou firmemente este incidente”, explicando que uma coluna militar da força da NATO no Afeganistão (ISAF) “abriu fogo sobre um veículo civil, matando duas mulheres, uma criança e um homem”.

    Um homem e duas mulheres também ficaram feridos, acrescentou a mesma fonte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: