Saltar para o conteúdo

Do jornalismo e da manipulação da opinião pública

06/10/2009

Desacatos entre manifestantes e polícia na Turquia  –  6 Outubro, 2009 – 11:14

O encontro anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM), que decorre em Istambul, Turquia, obrigou as forças policiais a utilizarem canhões de água e granadas de gás lacrimogéneo para dispersar uma manifestação de jovens.Em Istambul, cerca 1 500 jovens manifestam-se contra o encontro anual do FMI e BM, que decorre esta terça-feira na maior cidade turca. A polícia já foi obrigada a intervir para dispersar os jovens.

Os cerca de 1 500 manifestantes partiam as montras das instalações de vários bancos e lojas da cadeia de restaurantes norte-americana McDonald´s.

De acordo com a Efe, a polícia já deteve mais de 50 pessoas durante os confrontos entre manifestantes e forças policiais.

http://noticias.portugalmail.pt/artigo/20091006/desacatos-entre-manifestantes-e-policia-na-turquia

Note-se o primor jornalístico:

«A polícia já foi obrigada a intervir(…)»: o leitor é induzido a imaginar uma multidão furiosa, desordenada e violenta…

«Os cerca de 1 500 manifestantes partiam as montras(…)»: 1500 é como quem diz TODOS. Não é crível que 1500 pessoas, todos os manifestantes em peso, tenham desatado a partir montras… mesmo que fossem todos  partidários da agressão (tão provável como cair-me já aqui um raio na cabeça) não haveria montras para tanta gente.

AS

5 comentários leave one →
  1. caracol permalink
    06/10/2009 22:36

    Entretanto já morreu uma pessoa:

    2009-10-06 17:52:12
    Morte em confrontos em Istambul
    Manifestações levam à detenção de 100 pessoas

    Os confrontos entre polícia e manifestantes em Istambul em protesto contra o encontro do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM) provocaram esta terça-feira um morto e culminaram na detenção de 100 pessoas.

    O encontro anual do FMI e do BM em Istambul, na Turquia, levou milhares de manifestantes às ruas. Os constantes confrontos ocorridos desde a manhã desta terça-feira culminaram já na morte de um homem de 55 anos, vítima de ataque cardíaco.

    De acordo com a Efe, a polícia tentar fazer frente às manifestações lançando canhões de água e granadas de gás lacrimogéneo, uma situação que provocou o ataque cardíaco da vítima.

    http://www.fabricadeconteudos.com/?lop=artigo&op=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&id=29d03ca8fc462e9337cf1fa8ecef90e6

    • Manuel Baptista permalink
      07/10/2009 6:40

      A média ao serviço do grande cpital é tão mercenária como as polícias, os exércitos e todo o aparelho çpolítico que sustenta a actual «ordem» vigente.

      Fazemos bem em desmascarar os «truques» manipulativos da média. Porém, aquilo que tem maior impacto não são as npotícias escritas, mas as imagens.
      As pessoas, ingenuamente, pensam que não são manipuladas quando vêm imagens. Pelo contrário: são-no de uma formav muito maior, porque sub-liminar.
      A imagem descontextualizada de uns manifestantes ripostando com vigor à violência policial é isolada e ampliada, repetida, por vezes acompanhada de um comentário tão «neutro» como aquele que vem na notícia acima.

      solidariedade,
      MB

  2. 08/10/2009 4:05

    http://resistanbul.wordpress.com/ – INFORMAÇÂO FIDEDIGNA SOBRE O ASSUNTO.

    Para não serem manipulados pelos media convencionais..
    Emília Cerqueira

  3. 08/10/2009 4:12

    Na quarta-feira (7), pelo segundo dia consecutivo, milhares de pessoas saíram às ruas de Istambul para protestar contra o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (Bird). Como ocorreu ontem, a polícia voltou a reprimir com violência as manifestações. Centenas de pessoas foram presas e feridas.

    O policiamento turco voltou a usar jatos d’água, bombas de gás lacrimogêneo e veículos blindados para dispersar os manifestantes. Policiais chegaram a dar vários tiros para o alto para afastar os ativistas.

    A coalizão libertária “Resistambul” convocou para hoje várias ações autônomas de protesto por toda a cidade. No bairro de Pangalti, cerca de 300 jovens, em sua maioria anarquistas, mascarados, jogaram pedras, pedaços de metal e outros objetos contra os policiais. Também atacaram com barras de metal, pedras e bombas de gasolina agências bancárias, caixas eletrônicos 24 horas, um supermercado e uma lanchonete da rede McDonald´s.

    Segundo a imprensa, em dois dias de distúrbios nas ruas, foram danificados diversos veículos policiais, edifícios consulares, agências bancárias e outros estabelecimentos comerciais de grandes multinacionais.

    Ontem, um homem de 55 anos morreu de enfarte após uma investida das forças policiais com bombas de gás lacrimogêneo no centro de Instambul. Este incidente é parecido à morte do manifestante britânico Ian Tomlinson durante os protestos contra o G20 em abril deste ano, em Londres.

    Mais de 10 mil policiais reforçaram a segurança na capital turca para proteger a reunião anual do FMI e do Banco Mundial, que foi concluída nesta quarta-feira.

    http://resistanbul.wordpress.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: